“Qual o real impacto socioeconômico da exploração de ouro e diamantes na Amazônia?”

Compartir

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Ӿ

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Instituto Escolhas

29 de janeiro de 2021

Amazônia brasileira

 

Novo Estudo Escolhas discute os impactos da exploração de ouro e diamantes para a saúde, a educação e o PIB per capita de municípios da região amazônica

A exploração de ouro e diamantes na Amazônia tem sido um dos grandes temas de debate nos últimos anos e se intensificou neste governo, juntamente com o aumento do desmatamento e dos conflitos armados pelo uso da terra. Essa semana, ao mesmo tempo em que reforçou seu compromisso para a conservação da Amazônia no Fórum Econômico Mundial, o Vice-Presidente Hamilton Mourão se reuniu com representantes do garimpo, que buscam regularizar operações na Amazônia, hoje ilegais, e também a exploração mineral em áreas protegidas.

Mas, afinal, a exploração mineral traz avanços socioeconômicos? Por quanto tempo? Essas e outras perguntas foram abordadas no Webinar Escolhas de quinta-feira 28 de janeiro, que apresentou os resultados do estudo “Qual o real impacto socioeconômico da exploração de ouro e diamantes na Amazônia?”.

O documento, elaborado por uma equipe interdisciplinar de especialistas em desenvolvimento regional liderada por Carlos Manso, pesquisador do Laboratório de Estudos da Pobreza, da Universidade Federal do Ceará, aborda a extração desses minerais nos municípios da Amazônia Legal e seus impactos  em aspectos importantes para a população local, como a saúde, a educação e o PIB per capita, buscando entender se essa atividade é capaz de transformar a realidade dos municípios e, a partir disso, abrir o debate sobre que atividades devem ser incentivadas em cada região.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator border_width=”2″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Acesse aqui (PDF):

 

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos requeridos están marcados *

Publicar comentario